18.3.11

Fala que eu NÃO te escuto

Você é um bom ouvinte? Algumas vezes, em nossas interações diárias, entramos em uma espécie de “piloto automático”, não escutando realmente o que os outros disseram e respondendo com frases feitas. Há um vídeo interessante a respeito (veja abaixo), uma brincadeira filmada por duas pessoas empenhadas em mostrar o quanto as pessoas não ouvem o que os outros têm a dizer. “Opa, tudo bem? A Fazendinha, por favor, eu vou torturar uma idosa lá”, pergunta um dos "atores". E o senhor a quem foi buscada a informação prontamente responde: “Virar a esquerda aqui, é a Fazendinha.” O que isso significa? Será que não ouvimos mais com atenção as outras pessoas?

Os mediadores têm um papel fundamental no estímulo do diálogo daqueles que participam da mediação. Para que os “mediandos” se sintam à vontade para falar, devem, antes de tudo, sentir-se ouvidos. Se eu percebo que a outra pessoa não me ouve, para que vou falar? Ou, se a outra pessoa não escuta, então vou gritar! Essas podem ser algumas das atitudes frente ao não ser ouvido. Em uma mediação penal, deve-se compreender não só a versão da vítima, mas também do agressor; em uma mediação de família, deve-se procurar abrir a perspectiva para além de nossas histórias e preconceitos familiares, e assim por diante. Saber escutar empaticamente, sem juízos de valor, é um dos maiores desafios dos mediadores.

Há um tempo atrás recebi por e-mail uma linda mensagem criada a partir da crônica de Rubem Alves, “Escutatório”, que inicia assim: “Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar. Ninguém quer aprender a ouvir. Pensei em oferecer um curso de escutatória. Mas acho que ninguém vai se matricular”. Todo curso de mediação que se preze deveria ter um módulo especial de “Escutatória”.

Confira abaixo o vídeo “Fala que eu não te escuto”, episódio 01:
Vídeo de Claudio Thebas

Um comentário:

  1. nossa muito bom e muito eficaz, isso pq assim podemos ver que ninguém quer escutar ninguém!!! sério isso!!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, mas esclarecemos desde já que comentários anônimos ou "spams" não serão publicados.