9.10.08

Formatura dos Agentes de Mediação Comunitária – Por trás dos bastidores

Foto: Gustavo Alencastro (Informativo On-Line do TJRS)

Foi nas reuniões do Núcleo de Estudos de Mediação de Conflitos da Escola Superior da Magistratura (ESM) da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (AJURIS) que nasceu essa idéia da Mediação Comunitária. Pequena no início, foi crescendo e amadurecendo... Com o tempo, ganhou o apoio do Tribunal de Justiça do RS e do Ministério da Justiça e o que era uma iniciativa local tornou-se parte de um dos projetos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI). O local para implantação do projeto já havia sido escolhido: o bairro Lomba do Pinheiro (localizado na região leste de Porto Alegre), mais especificamente o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente (CPCA) do Instituto Cultural São Francisco de Assis, um importante parceiro desse projeto.

O referido projeto de Mediação Comunitária foi oficialmente lançado em dezembro de 2007. O Curso de Formação de Agentes de Mediação Comunitária, por sua vez, teve sua aula inaugural em junho de 2008 e a formatura ocorreu em outubro. Em todas as ocasiões estiveram presentes eminentes autoridades locais e nacionais, cujos nomes já foram devidamente mencionados nos noticiários.

Por isso, o blog Mediação de Conflitos pretende prestar uma homenagem aos verdadeiros personagens dessa bonita história, que encontram-se atrás dos holofotes, anônimos: toda a equipe interdisciplinar do Núcleo de Estudos de Mediação de Conflitos da ESM da AJURIS, que dedicou (e continua dedicando) voluntariamente parte de seu tempo a essa atividade; o pessoal do Instituto Cultural São Francisco de Assis, que tornou possível a concretização do projeto na Lomba do Pinheiro e, é claro, os 28 Agentes de Mediação Comunitária formados. Vocês merecem os parabéns! Os verdadeiros mediadores sabem que as luzes não devem estar voltadas para eles, pois são apenas um instrumento... De paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, mas esclarecemos desde já que comentários anônimos ou "spams" não serão publicados.